Nesse post você poderá conferir diversas fotos do Afeganistão, junto a informações sobre o país entre as imagens. Confira:

0da1d450-4922-4693-8115-2a323c5384d7

O Afeganistão (em persa e pachto:افغانستان, Afġānistān), oficialmente República Islâmica do Afeganistão é um Estado soberano sem litoral, localizado no centro da Ásia, estando na encruzilhada entre o Sul da Ásia, a Ásia Central e a Ásia Ocidental.

01afghanistan-2-superJumbo

Povoado por cerca de 34 milhões de habitantes, tem uma área de 647 500 km², sendo o 40.º país mais populoso do mundo e o 40.º maior do mundo em área. Faz fronteira com o Paquistão ao sul e ao leste, com o Irã ao oeste, com o Turcomenistão, Uzbequistão e Tajiquistão ao norte e com China no nordeste.

1BC73A5B-32C6-4AF1-A007-BEF4244DC34B_w1023_r1_s

O território do Afeganistão foi um ponto essencial para a rota da seda e para a migração humana. Arqueólogos encontraram evidências de presença humana remontantes ao Paleolítico Médio (c. 50 000 a.C.).

4d7d80b491110371448eb8ccfa6cc30d--central-asia-afghanistan-landscape

A civilização urbana pode ter começado entre 3 000 e 2 000 a.C.

05-14-unama-kabul

O país fica em uma localização geoestratégica importante que liga o Oriente Médio com a Ásia Central e o subcontinente indiano, tendo sido a casa de vários povos através dos tempos.

7S5A2326

A terra tem testemunhado muitas campanhas militares desde a Antiguidade, as mais notáveis feitas por Alexandre o Grande, Chandragupta Máuria, Gêngis Cã, pela União Soviética e, mais recentemente, pelos Estados Unidos e pela OTAN.

09military-web-master768

Também foi local de origem de várias dinastias locais como os Greco-bactrianos, Cuchanas, Safáridas, Gaznévidas, Gúridas, Timúridas, Mogóis e muitos outros que criaram seus próprios impérios.

20d25fddb3164eaf2f0d537bae68717e--afganistan-people-afghanistan-travel

A história política moderna do Afeganistão começa em 1709 com a ascensão dos Pachtuns (ou Pastós), quando a dinastia Hotaki foi criada em Candaar seguida por Ahmad Shah Durrani subindo ao poder em 1747.

35BD391F-8C0F-41A2-9C3B-445C69BB1BB5_w650_r0_s

A capital do Afeganistão foi transferida em 1776 de Candaar para Cabul e parte do Império Afegão foi cedida aos impérios vizinhos em 1893. No final do século XIX, o Afeganistão tornou-se um Estado tampão no grande jogo entre os impérios britânico e russo.

57f6a93bc361883b578b46c0

Essa circunstância histórica, combinada com o terreno montanhoso do país, impediu o domínio de potências imperialistas sobre o país, mas também resultou em pouco desenvolvimento econômico.

88ed069ce90b8b756b1633472455f8f9--afghanistan-war-silk-road

Depois da Terceira Guerra Anglo-Afegã e a assinatura do Tratado de Rawalpindi em 1919, o país recuperou o controle de sua política externa com os britânicos.

304C33A400000578-0-image-a-106_1453115799662

Após a revolução marxista de 1978 e a invasão soviética em 1979, uma guerra de 9 anos teve lugar entre as forças rebeldes dos mujahidin apoiadas pelas forças armadas dos Estados Unidos e pelo governo pró-soviético do Afeganistão, em que mais de um milhão de afegãos perderam a vida, principalmente devido a minas terrestres.

304C33E100000578-0-image-a-97_1453115781679

Isto foi seguido, na década de 1990, pela Guerra Civil do Afeganistão e pela ascensão e queda do governo extremista talibã e pela Guerra do Afeganistão.

304C337400000578-0-image-a-66_1453115665027

Em dezembro de 2001 o Conselho de Segurança das Nações Unidas autorizou a criação da Força Internacional de Assistência para Segurança para ajudar a manter a segurança no Afeganistão e ajudar a administração do presidente Hamid Karzai.

304C341800000578-0-image-a-78_1453115703986

As décadas de guerra fizeram do Afeganistão o país mais perigoso do mundo, incluindo o título de maior produtor de refugiados e requerentes de asilo.

800x-1

Enquanto a comunidade internacional está reconstruindo o Afeganistão dilacerado pela guerra, grupos terroristas como a rede Haqqani e Hezbi Islami estão ativamente envolvidos na insurgência talibã por todo o país, que inclui centenas de assassinatos e ataques suicidas.

1960s-afghanistan-30

De acordo com a Organização das Nações Unidas, os insurgentes foram responsáveis por 75% das mortes de civis em 2010 e 80% em 2011.

2009_afghanistan_photo3j_590

O nome Afeganistão (em persa: افغانستان, [avɣɒnestɒn]) significa “Terra dos Afegãos”, que se origina a partir do etnônimo “Afegão”. Historicamente, o nome “Afegão” designa as pessoas pachtuns, o maior grupo étnico do Afeganistão.

2017-wr-afghanistan_0

Este nome é mencionado na forma de Abgan no 3º século dC pelos Sassanianos e como Avagana (afghana) no 6º século dC pelo astrônomo indiano Varahimira.

5341-004-7A673F3F

Um povo chamado de Afegãos é mencionado várias vezes no 10º século no livro de geografia Hudud al-‘alam, principalmente quando faz-se referência a uma vila: “Saul, uma agradável vila nas montanhas. Onde vivem os Afegãos.”

11002-Afghanistan

Al-Biruni faz referência no século XI a várias tribos nas montanhas da fronteira ocidental do Rio Indo, conhecidas como Montanhas Sulaiman.

16986-afghanistan-adb-country-operations-2017-2019

Ibn Battuta, um famoso estudioso marroquino que visitou a região em 1333, escreve: “Nós viajamos para Cabul, antigamente uma grande cidade, o lugar agora é habitado por uma tribo de persas chamados afegãos.

20906-afg-trade-aid-express

Eles vivem nas montanhas e desfiladeiros e possuem considerável força, e são muitas vezes salteadores. Sua principal montanha é chamada de Kuh Sulaiman.”

125677-004-E2BB5361

Um importante estudioso persa do século XVI explica extensamente sobre os afegãos. Por exemplo, ele escreve:
Os homens de Cabul e Khilji voltaram para casa; e quando eles foram questionados sobre os Muçulmanos do Kohistão (as montanhas) e como estavam as coisas por lá, eles disseram, “Não chame de Kohistão, mas Afeganistão, pois não há nada lá além dos afegãos e os distúrbios.” Assim, é evidente que, o povo do país chamam a sua casa no seu próprio idioma como Afeganistão, e se nomeavam Afegãos. —Firishta 1560-1620 d.C.

170524_afghanistan

É amplamente aceito que os termos “Pachtum” e Afegão são sinônimos. Nos escritos do século XVII o poeta Pachto Khushal Khan Khattak é mencionado:
Puxe sua espada e mate qualquer um, que diz que Pachtum e Afegão não são um! Os Árabes sabem e assim fazem os Romanos: Afegãos são Pachtuns, Pachtuns são Afegãos!

KABUL, AFGHANISTAN - APRIL 24:Afghanistan's flag flies over the Presidential Palace as President Ashraf Ghani and U.S. Defense Secretary James Mattis meet  April 24, 2017 in in Kabul, Afghanistan. U.S. Defense Secretary James Mattis is on a regional tour of the Middle East.  (Photo by Jonathan Ernst - Pool/Getty Images)

A última parte do nome, -istão é um sufixo persa para “lugar”, proeminente em muitas línguas da região. O nome “Afeganistão” é descrito no século XVI pelo imperador mogol Babur em suas memórias e também pelo estudioso persa Firishta e os descendentes de Babur, referindo-se a tradicional étnica afegã (pachtum) territórios entre as montanhas de Indocuche e o Rio Indo.

172004-004-76231A33

No início do século XIX, Políticos afegãos decidiram por adotar o nome Afeganistão para todo o Império Afegão após sua tradução para o inglês já havia aparecido em diversos tratados com o Império Qajar e a Índia Britânica.

It goes with the story of Afghanistan Lithium, In this Sunday, Jan. 18, 2015, photo, A general view of Mes Aynak valley, some 40 kilometers (25 miles) southwest of Kabul, Afghanistan. (AP Photo/Rahmat Gul)

Em 1857, na análise de John William Kaye The Afghan Warm Friedrich Engels descreve o “Afeganistão” como:
[…]um extensivo país da Ásia[…] entre a Pérsia e as Índias, e na outra direção entre Indocuche e o Oceano Índico. Ele anteriormente incluía as províncias persas de Coração e Kohistão juntamente com Herat, Baluchistão, Caxemira, Sind e uma considerável parte da região de Punjabe[…] suas principais cidades são Cabul, a capital, Gázni, Peshawar e Candaar.

104659264-RTXV5TL-afghanistan.1910x1000

O Reino do Afeganistão foi, por vezes referido como Reino de Kabul, como mencionado pelo estadista e historiador britânico Mountstuart Elphinstone. O Afeganistão foi oficialmente reconhecido como um estado soberano pela comunidade internacional após a assinatura do Tratado de Rawalpindi em 1919.

183330117

Desde a Antiguidade, a guerra é constante na região onde hoje fica o Afeganistão, local já ocupado no século VI a.C. pela civilização bactriana, formada por um povo que incorporava elementos das culturas hindu, grega e persa. Depois disso, o território foi atacado por sucessivos invasores.

BAGRAM AIR FIELD, Afghanistan -- Lush greenery stands in stark contrast to the surrounding desert in Laghman Province, Afghanistan September 7, 2008. In the harsh climate of Afghanistan, towns are often huddled around local waterways. (U.S. Air Force photo by Staff Sgt. Samuel Morse/Released)

O Afeganistão foi invadido e ocupado pela União Soviética em 1979. Mas, apesar da destruição maciça provocada na sustentação logística, lutas subsequentes entre as várias facções dos Mujahidin permitiram que os fundamentalistas do Talibã se apropriassem da maior parte do país. Em 1997, as forças talibãs mudaram o nome do país de Estado Islâmico do Afeganistão para Emirado Islâmico do Afeganistão.

1451487998

Nos últimos dois anos o país sofre com a seca. Estas circunstâncias conduziram três a quatro milhões de afegãos a sofrerem de inanição.

1451488084

Em resposta aos ataques terroristas de 11 de setembro de 2001 em Nova Iorque e no Pentágono, cuja autoria foi reivindicada por Osama bin Laden, líder da Al Qaeda, reconhecido como herói pelos Talibãs, no dia 7 de outubro de 2001, os Estados Unidos e forças aliadas lançaram uma campanha militar, como parte de sua política antiterrorismo, caçando e prendendo suspeitos de atividades terroristas no Afeganistão e mandando-os para a base de Guantánamo, em Cuba.

5036172683_1e83c0c694_o1

Um país em um enclave montanhoso, com planícies a norte e sudoeste, o Afeganistão é descrito como sendo localizado no sul da Ásia ou na Ásia Central. Faz parte do Grande Oriente Médio no mundo islâmico, e fica entre as latitudes 29 N e 39 N e longitudes 60 E e 75 E. O ponto mais alto do país é Noshaq com 7.492 metros acima do nível do mar.

5148772784_ff654e5393_b

Apesar de ter numerosos rios e reservatórios, grande parte do país está seco. A bacia endorreica de Sistan é uma das regiões mais secas do mundo.

5455235359_131c092479_b

Além da chuva habitual que cai no Afeganistão, o país recebe neve durante o inverno em Indocuche e nas Montanhas Pamir, e o derretimento dessa neve na primavera entra nos rios, lagos e riachos.

13870733393_760512bfba_k-1024x683

No entanto dois terços da água do país flui para os países vizinhos do Irã, Paquistão e Turcomenistão. O estado necessita de mais de 2 bilhões de dólares para reabilitar os sistemas de irrigação, de modo que a água é gerida corretamente.

36293986465_f906fcacb2_k-970x350

Ao nordeste da cordilheira de Indocuche e em torno da Província de Badakhshan existe uma área geologicamente ativa em que ocorrem fortes sismos quase todos os anos.

170519165653-29-war-in-afghanistan-super-169

Eles podem ser mortais e destrutivos, por vezes causando deslizamento de terra e no inverno avalanches.

170724221736-afghanistan-claim-russia-arm-taliban-paton-walsh-pkg-00024427-full-169

Os últimos fortes terremotos ocorreram em 1998, em Badakhshan perto do Tajiquistão, matando 6000 pessoas.

1507573579269-fo_steve_mccurry_afghanistan_p55_1706291649_id_1134298

Isto foi seguido pelos terremotos de 2002 em Indocuche, no qual mais de 150 pessoas morreram em vários países da região, e mais de 1000 ficaram feridos. O terremoto de 2010 deixou 11 afegãos mortos, mais de 70 feridos, e 2000 casas destruídas.

a01_18330419

Os principais recursos naturais do país são: carvão mineral, cobre, minério de ferro, lítio, urânio, terra-rara, cromita, ouro, zinco, talco, barita, enxofre, chumbo, mármore, pedras preciosas e semi-preciosas, gás natural, petróleo, entre outras coisas.

a5c9fa83e567cdb7f19cd84ef20b680c--kabul-afghanistan-hindu-kush-mountains

Em 2010 funcionários do Estados Unidos e Afeganistão estimaram que os depósitos minerais inexplorados localizados em 2007 pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos valem entre US$900 bilhões e US$3 trilhões.

AAFE2AB1-2944-405B-8545-5329AE9CED20_w1023_r1_s

Tem 652 230 km², sendo então o 41° maior país do mundo, pouco maior que a França e menor que Myanmar. Faz fronteira com o Paquistão no sul e no leste, o Irã a oeste, Turcomenistão, Uzbequistão e Tajiquistão no norte, e a República Popular da China no extremo oriente.

AF_001_large

Com a capital em Cabul e uma área de 647 500 km²; e 29 863 000 habitantes (46 hab/km²), o Afeganistão é um dos países mais pobres e inóspitos do mundo. A instabilidade política e os conflitos internos arruinaram a sua já débil economia e infra-estruturas a tal ponto que um terço da população afegã abandonou o país.

AF_012_large

Segundo uma estimativa de 2006, a população cresce 2,67% ao ano. O índice de natalidade é de 46,6 a cada 1000 habitantes, enquanto o índice de mortalidade é 20,34 a cada 1000 habitantes. A taxa de mortalidade infantil é de 160,23 mortes a cada 1000 nascimentos. A expectativa de vida é de 43.34 anos.

AF_013_large

Em 2001, o país tinha diferentes grupos étnicos. Os pachtuns, que tradicionalmente dominaram o país, eram 52 por cento da população; os hazaras eram 19 por cento; os tajiques, que habitavam a porção mais ao norte, eram 21 por cento; os uzbeques, que também habitavam no norte, eram 5 por cento.

afeganistao-crianca

Mais de 99% da população afegã é muçulmana. Cerca de 80 a 85% destes são seguidores do ramo sunita, e entre 15 a 20% são seguidores do ramo xiita, ramo do islamismo predominante entre os hazaras. Há, ainda, outros 3% de muçulmanos não confessionais.

afghan_2bc7272d5852894b69c9058a638792d2.nbcnews-ux-2880-1000

Até a década de 1890, a região em torno de Nuristão era conhecida como Cafiristão (terra dos cafires (incrédulos)), por causa de seus habitantes não-muçulmanos, o nuristanis, um povo etnicamente distinto cujas práticas religiosas incluíam o animismo, politeísmo e xamanismo. Há pequenas minorias de cristãos, budistas, parsis, sikhs e hindus.

Afghan_Construction_Worker_rtr_img

O crime está presente em várias formas. As formas de criminalidade incluem o narcotráfico, o branqueamento de capitais, fraude, corrupção, etc.

Ann Scott Tyson for Sunday

O Afeganistão é o maior produtor mundial de ópio. De 80 a 90% da heroína consumida na Europa provêm de ópio produzido no Afeganistão. O tráfico de ópio tornou-se um importante negócio ilegal no Afeganistão desde a queda do regime talibã, em 2001. De acordo com um inquérito realizado em 2007 pelo Escritório das Nações Unidas contra a Droga e o Crime (UNODC), 93% dos opiáceos no mercado mundial tiveram origem no Afeganistão.

afghanistan (2)

Outras formas de criminalidade incluem roubo, bem como sequestros e assaltos.

afghanistan

Em 27 de setembro de 1996 as forças talibãs, constituídas de ex-estudantes, derrubaram o presidente, capturaram a capital, Cabul, e passaram a controlar grande parte do país. Em novembro desse ano outras facções negociavam um governo nacional de coalizão.

AFGHANISTAN_2993189b

O primeiro presidente do Afeganistão pós-talibã, Hamid Karzai, foi escolhido pelo governo dos Estados Unidos para dirigir um governo interino, após a queda dos Taliban.

803283.ai

Foram realizadas eleições a 9 de Outubro de 2004, com mais de 10 milhões de afegãos registrados para votar, mas a maioria dos 17 candidatos da oposição não reconheceu o resultado das eleições, alegando fraude; uma comissão independente encontrou evidências de fraude, mas considerou que isto não teria afectado os resultados.

Afghanistan_banner

Karzai obteve 55,4% dos votos e foi empossado como presidente a 7 de Dezembro. Estas foram as primeiras eleições desde 1969, quando houve eleições para o parlamento.

afghanistan_h_19_00203304.ngsversion.1501788630061.adapt.1900.1

O governo de Karzai incluía membros da Aliança do Norte, um grupo político formado por elementos de diferentes regiões e grupos étnicos nomeados pela Loya jirga – conselho ligado às antigas tradições afegãs, inicialmente constituído por membros da etnia Pashtun, majoritária, e foi formado por diferentes líderes regionais e tribais, autoridades políticas, militares e religiosas, funcionários do governo, etc.

afghanistan-22jun11

Em 2014, após um conturbado processo, Ashraf Ghani foi eleito e empossado presidente do país.

afghanistan-60668__340

A bandeira nacional foi adaptada pelo governo de transição em 2002. A bandeira é um rectângulo com proporções de 1:2, dividida em três barras verticais de igual largura e de cores preta à tralha, vermelha ao centro e verde ao batente. No centro da barra vermelha, o símbolo tradicional do Afeganistão, com uma mesquita no centro.

afghanistan-blonde

O brasão de armas tem aparecido de alguma forma sobre a Bandeira do Afeganistão desde o início da nação. A mais notável ausência foi durante a década de 1980 quando um regime comunista dominou o país, e nos finais dos anos 1990, durante o Estado do Talibã.

afghanistan-blue-mosque.adapt.945.1

A mais recente alteração do brasão de armas foi a inserção da inscrição das shahada em árabe no topo do mesmo. Abaixo, está uma imagem de uma mesquita com um mehrab que se confronta com um local de oração em Meca.

afghanistan-buddha-mountains.ngsversion.1396531519834.adapt.945.1

Anexa à mesquita estão duas bandeiras, tomadas de posição das bandeiras do Afeganistão. Abaixo da mesquita encontra-se uma inscrição que indica o nome da nação. Em torno da mesquita está uma grinalda vegetal.

Afghanistan-Exped-Detail-Hero-Wakhan--1600x862

“Sorud-e Melli” (em persa: سرودی ملی, Hino nacional) é o hino nacional, adoptado em 2006. De acordo com o artigo 20 da constituição do Afeganistão: “O hino nacional deverá ser em pachto e terá a menção “Alá é o maior”, assim como os nomes das etnias do Afeganistão.”

afghanistan-generic-afp_650x400_71503369987

O Afeganistão é um país extremamente pobre, muito dependente da agricultura (principalmente da papoula -, matéria-prima do ópio) e da criação de gado.

Afghanistan-Hero

A economia sofreu fortemente com a recente agitação política e militar, e uma severa seca veio se juntar às dificuldades da nação entre 1998 e 2001.

Afghanistan-in-Review-Smaller

A maior parte da população continua a ter alimentação, vestuário, alojamento e cuidados de saúde insuficientes, e estes problemas são agravados pelas operações militares e pela incerteza política. A inflação continua a ser um problema sério.

afghanistan-intro

Depois do ataque da coligação liderada pelos Estados Unidos que levou à derrota dos Talibã em Novembro de 2001 e à formação da Autoridade Afegã Interina (AAI) resultante do acordo de Bona de Dezembro de 2001, os esforços internacionais para reconstruir o Afeganistão foram o tema da Conferência de Doadores de Tóquio para a Reconstrução do Afeganistão em Janeiro de 2002, onde foram atribuídos 4,5 bilhões de dólares a um fundo a ser administrado pelo Banco Mundial.

AfghanistanJPG

As áreas prioritárias de reconstrução são: a construção de instalações de educação, saúde e saneamento, o aumento das capacidades de administração, o desenvolvimento de setores agrícolas e o de reconstrução das ligações rodoviárias, energéticas e de telecomunicações.

afghanistanminaretjamcrop

Dois terços da população vivem com menos de dois dólares por dia. A taxa de mortalidade infantil é de 160.23 por 1000 nascimentos.

AfghanistanMountains

A partir de 2006 mais de quatro milhões de estudantes de ambos os sexos estavam matriculados em escolas por todo o país. No entanto, ainda existem obstáculos significativos à educação no Afeganistão, decorrentes da falta de financiamento, edifícios escolares inseguros e normas culturais.

afghanistan-page-photo

A falta de professoras é uma questão que diz respeito a alguns pais afegãos, especialmente em áreas mais conservadoras. Alguns pais ainda não permitem que as suas filhas sejam ensinadas por homens.

AfghanistanSamanghan_Takhte-Rostam-1100x671

Alfabetização de toda a população está estimada (em 1999) em 36%, a taxa de alfabetização do sexo masculino é de 51% e do feminino 21%. Até agora, existem 9.500 escolas no país.

afghanistan-tour

Outro aspecto da educação que está mudando rapidamente no Afeganistão é a cara do ensino superior. Após a queda do regime talibã, a Universidade de Cabul foi reaberta para estudantes de ambos os sexos.

afghanistan-wiederaufbau_02

Em 2006, a Universidade Americana do Afeganistão também abriu suas portas, com o objectivo de proporcionar um mundo de classe, Inglês como língua, a coaprendizagem ambiente educacional no Afeganistão.

U.S. Marines from the 2nd Marine Expeditionary Battalion walk through the sand inside Camp Leatherneck in Afghanistan's Helmand province Monday June 8, 2009. Some 7,000 of the new U.S. troops ordered to Afghanistan are fanning out across the dangerous south on a mission to defeat the Taliban insurgency and to change the course of a war claiming American lives at a record pace. (AP Photo/David Guttenfelder)

A universidade aceita alunos provenientes do Afeganistão e os países vizinhos. Trabalhos de construção vão começar em breve no novo sítio selecionado para a Universidade de Balkh em Mazari Sharif.

afgh-LMAP-md

O novo edifício para a universidade, incluindo o edifício para o Departamento de Engenharia, seria construído em 600 acres (2,4 km ²) de terras, ao custo de 250 milhões de dólares americanos.

af-lgflag

A cultura do Afeganistão é milenar. É dominada pelo Islão, porém recebeu, ao longo dos séculos, influências do budismo e do zoroastrismo.

af-slider-image

Há objetos da Arte Gandara do século I ao século VII, com marcante influência greco-romana. Desde o início do século XX]] a arte afegã começou a utilizar-se de técnicas ocidentais.

akf-afghanistan-dsc_0224

A arte era uma tarefa essencialmente masculina, porém recentemente mulheres começaram a se destacar.

ANSF_on_parade_960x640

Os monumentos históricos do país foram muito danificados por anos de guerra, e um exemplo disso foram as duas gigantescas estátuas de Buda existentes na província de Bamiyan, que foram destruídas pelos taliban por serem consideradas idólatras.

ap_17037450640711-f307fa473ec8e2a2252a1d529b97947335b97b19-s900-c85

Outros famosos sítios (lugares) históricos incluem as cidades de Herat, Ghazni e Balkh. O minarete de Jam, no vale de Hari Rud, é um Patrimônio Cultural da Humanidade, segundo a UNESCO.

ar2016_afghanistan_30-592x394

AT2013-0210-06

 

Bamiyan-cliff-face-cavity-Buddha-631

bandeira-afeganistao

bfbc1368e53d44b08433f8e073025c49_18

buddha_afg_an_001_slide-166eb7c74ac802455aa4264fa7ab2b710217de73-s900-c85

Citadel-of-Alexander-in-Herat

convoy-afghanistan-1500-02-aug-2017 (1)

convoy-afghanistan-1500-02-aug-2017

ct-nonnuclear-bomb-afghanistan-isis-20170414

defense-large

DSC_9485

 

AFGHN-12819, Qala-e-Sabzi, Afghanistan, 2007. Donkeys grazing in fields.

 

Ghazni-afghanistan-The-Citadel

Header-AFG-V2_1050_250

headlineImage.adapt.1460.high.Afghanistan_Hed_20160214.1455466976186

herat-afghanistan

IMG_6225-Copy1

ISIS-afghanistan

 

Damaged cars are seen after a blast in Kabul, Afghanistan May 31, 2017. (Omar Sobhani/Reuters)

 

kabul_torkham_highway_afghanistan-1280x1024

Kabul-capital-city-of-Afghanistan

kugelman_afghanistan_pakistan_krtx2gjz7

la-ol-le-afghanistan-war-trump-soviets-20170824

main_900

main_1200

mapa-afeganistao

maxresdefault

Mazar-i-Sharif-afghanistan

Midwest_Flooding_Hesco_Barriers-01731

mosque-in-afghanistan

new-footage-shows-aftermath-of-moab-strike-in-afghanistan

 

Potato farmers in Bamyan Province.  USAID provided root cellars to farmers, which protect potatoes and seeds from extreme weather.  These facilities reduce crop loss due to weather by 50%, and allow farmers to store and sell potatoes during winter months for a higher profit.

 

region-afghanistan

rtr3199h

 

A U.S. Marine from the First Battalion Eighth Marines Alpha Company looks out as an evening storm gathers above an outpost near Kunjak in southern Afghanistan's Helmand province, February 22, 2011. REUTERS/Finbarr O'Reilly/File Photo     TPX IMAGES OF THE DAY      - RTX2K2IW

 

S_124013

 

S_124058

 

screen_shot_2016-07-07_at_4.40.35_pm

sweet-home-afghanistan-1421370329

 

sweet-home-afghanistan-body-image-1421304497

taliban-afghanistan

 

KHOST PROVINCE, Afghanistan - An view of the “Taliban Hotel,” a safehouse utilized by insurgent fighters infiltrating, Dec. 18. An Explosive Ordinance Disposal team from the 707th EOD unit, Fort Lewis, Wash., partnered with soldiers from the 1st Suadron, 40th Cavalry Regiment, 4th Brigade Combat Team, 25th Infantry Division, out of Fort Richardson, Alaska, and Afghan National Security Forces to explosively level the safehouse. (Photo by U.S. Air Force Staff Sgt. Stephen J. Otero, Khost Provincial Reconstruction Team Public Affairs)

 

Surobi, Afghanistan 2015. A goathearder takes his flock into the minefield.

 

the-national-museum-of-afghanistan-in-2005

UNDP_AF_Environment_03222016

unnamed

US_Army_ethnolinguistic_map_of_Afghanistan_--_circa_2001-09

wakhan-afghanistan-taxi-XL

web-taliban-afghanistan-get

wfwi-country-afghanistan-mensengagement

x1498257914392.jpg.pagespeed.ic.JcyTfy3RD5

youth-leaders-afghanistan

 

Deixe o seu comentário dizendo o que você achou das fotos do Afeganistão! Quais delas você mais gostou?

Este artigo foi útil?

1 Estrela2 Estrelas3 Estrelas4 Estrelas5 Estrelas (1 votos, média: 5,00 de 5)
Loading...